MAMEY

Muito parecido com o sapoti, o mamey é muito comum no sul do México e América Central. A polpa é firme, aromática e muito doce, de cor laranja, e se consume muito como batida com leite ou para fazer doces.

mamey-620x400

CARAO ou CANANDONGA

É uma árvore natural da América Central, que fui conhecer em Cuba. A fruta é uma espécie de vagem e parece muito com um tamarindo.Mas ao contrário do que eu pensava, o que se come não é a semente e sim a polpa, que é muito doce mas depois fica com um gostinho amargo na boca.

É utilizada como tratamento para desnutrição devido ao alto conteúdo de ferro que ajuda a sintetizar a hemoglobina. Em El Salvador, as vagens são usadas para preparar o “refresco de carao“, já na Nicarágua é feito o vinho de carao.

cassia-grandis-fruit-pod

 

 

NANCE ou NANCITE

De cor amarela quando está madura, esta frutinha tem um forte aroma e é originário das regiões tropicais. Primeiro provei o suco depois um sorvete de nance e também uma sobremesa chamada “Pesada de nance” , todos saborosos mas sempre ficava um gostinho estranho na boca. É bastante usado para melhorar problemas digestivos como  diarreia e disenteria .

a75d3d8aabf1357fd9296d3860d019b8

MORRO ou JÍCARO

Por todos os lados passávamos por esta curiosa árvore que tem um fruto grudado nos galhos e um formato bem redondo e um verde brilhoso. Este fruta serve para alimentar animais e também sua semente é usada para elaborar doces e horchata (bebida a base de arroz e canela). Além de sua calabaça servir como recipiente para tomar atol. Os “morritos”(balas vendidas nas farmácias) refrescam a garganta, sendo ótimo para combater a tosse.

97164931

 

20141012_202141

PATERNA ou CUSHIN

Uma fruta que parece uma vagem, sua árvore é bastante alta e as frutas ficam penduradas em suas ramas. Também conhecida como guaba ou Inga Spuria. Come-se a parte de dentro no qual é branca e envolve uma semente negra. Para aproveitar essas sementes pode deixa-las  ferver e depois frias comer com sal e limão.

_DSC8756 copia

JICAMA

Conhecemos a jícama (jacatuapé no Brasil) em El Salvador, mas logo depois vimos que é de origem mexicana e muito comum em toda América Central. Seu nome vem do naualt xicamatl, que quer dizer raiz aguada. É um tubérculo conhecido por ser um aliado nas dietas, já que possui 90% de água e poucas calorias. Os benefícios são muitos entre eles no combate do colesterol alto e triglicerídeos, é um antioxidante e possui muitas propriedades diuréticas.

_DSC5841 copia

CAIMITO

Com abundancia no Caribe e América Central o caimito (Pomme de lait, Star Apple) é uma fruta redonda de cor púrpura que caiu no nosso gosto. Super doce, ao cortá-la sai um látex branco no qual é muito pegajoso(utilizado como anti-verme), por isso recomenda-se antes de comer-la passar um azeite nos lábios para que não se grudem. Possui altas doses de fósforo e cálcio e também um dos aminoácidos fundamentais para o corpo : a lisina.

_DSC8758 copia

CARAMBOLA

Conhecida como a fruta estrela (star fruit) em vários países, a carambola tem uma forma muito bonita e muito utilizada também para decoração. Pertence a família das Oxalidáceas, e possui muita água, hidratos de carbonos, proteínas e um valor calórico muito baixo. Além de rica em minerais, vitamina C e potássio.

Originária da Indonésia e Malásia, seu cultivo se estendeu a outros países tropicais e hoje m dia seus principais produtores são: Brasil, Tailândia, Colômbia e Bolívia.

_DSC5792 copia

MAMÓN CHINO

Também conhecida em alguns países como Rambután ou lichas, essa fruta é proveniente da Ásia (por isso nome). A pele está coberta de espinhos suaves (pelos) e por dentro se encontra a deliciosa polpa branca, que pode ser ácida ou bem doce, tendo a consistência de uma uva. Tem variações de cores,  podendo ser amarelas ou rosadas. Destaca-se por seu alto conteúdo de vitamina c, antioxidantes e ácido fólico.

_DSC4169 copia _DSC4172 copia

ZAPOTE ou NÍSPERO

No Brasil é o pouco conhecido sapoti, e no Panamá conhecem como “teta de chola”, mas em quase toda América Central se chama níspero. É bastante fibrosa, lisa e suave principalmente quando está madura. Seu sabor é bem doce e se parece com o mamão, mas com a consistência de uma batata doce. Um dos seus benefícios  é o tratamento natural contra diarreia e também é capaz de baixar os níveis altos de tensão arterial.

_DSC3145 copia

 

_DSC6717 copia

 

_DSC6718 copia

MANGOSTÁN

Creio que até agora foi a fruta mais apreciada por mim e também mais cara. E não é a toa que é chamada de a rainha das frutas. Conhecida pelos nomes de mangosto ou mangostino, essa fruta exótica contém muito potássio e sem muito sódio. Na parte interna a polpa tem consistência de uva, mas é bem mais doce e melada. Outra curiosidade é que o mangostán possui um composto orgânico vegetal chamado xantona que se encontra em pouco alimentos, com muitos benefícios para a saúde.

_DSC4167 copia_DSC4174 copia

 

CAS

Muito comum na Costa Rica, é uma espécie de araçá grande ou uma goiaba mais cítrica (tanto que se come com sal). Muito comum encontrar o suco de cas em qualquer estabelecimento nas ruas costarriquenses, tem um sabor bem distinto se for comer a fruta. Fonte rica de vitamina c e possui muita fibra, suas folhas também são utilizadas para fazer chá para tosse, resfriados,febre e anti-inflamatório natural. Em El Salvador e México é conhecida como arrayán.

_DSC4265 copia

PITAHAYA

Conhecida também como fruta do dragão, a pitahaya é uma fruta exótica cheia de antioxidantes, excelente para digestão e para desintoxicar o organismo.Sua cor é forte como a cor beterraba mas o gosto é parecido com  amora ou com pera. Na Nicarágua se encontra sorvetes, sucos, batidas e a própria fruta em vários lados.

_DSC4989 copia _DSC4996 copia

PIJEBAYE

Um fruto  energético, com muito valor nutritivo. Com gosto e consistência de batata-doce, o pifá (como dizem os panamenhos) tem que ser cozinhado para comer e uma acompanhante bem popular para uma cerveja (colocam maionese, conhecido como bocas) ou simplesmente com um mel.

_DSC3030 copia _DSC3048 copia

 

MANZANA D’ÁGUA

É uma fruta típica da Costa Rica, mas originaria da Malásia. Conhecida também como manzana malaya, pomarrosa ou no Brasil com jambo. Muito suculenta e mais se parece com uma pera do que uma maçã  comum, mas sem muito gosto. Lembra também um chuchu, pois o nome já diz que tem a consistência com muita água.

_DSC4232 copia _DSC4252 copia

 

CHIRIMOYA

Na verdade no Brasil é conhecida como atemóia, que é bem parecida com a graviola e fruta-do-conde (fruta-pinha). Uma vez partida encontramos a polpa branca com suas sementes marrons, e estando bem madura é doce e se faz muita geleia na América Central.

É muito rica em água e hidratos de carbono, e se destaca principalmente por seus importantes valores nutricionais: uma grande variedade de minerais e vitaminas do grupo B. Além disso, ao ser muito rica em vitamina C é útil na hora de aumentar as defesas e manter o nível imunológico do nosso organismo.

_DSC3182 copia

 

JOCOTE

É a nossa ciruela brasileira, mas que seu sabor depende do momento que se consuma. Quando verde seu sabor é ácido e quando está madura é bastante doce. Alguns tipos encontramos por aqui:

Jocote amarelo madura no inverno e habitualmente se come com sal e vinagre ou bem cozido.Jocote vermelho madura no verão e também se come com sal, mas madura é bem doce. Sobre os benefícios é uma fruta que contém bastante água, minerais e vitaminas, principalmente a C.  Seu consumo é habitual em caso de diarreia crônica e para tratamento de inflamações. Também é diurético, ajudando a eliminar as toxinas que se acumulam em nosso organismo e a evitar a retenção de líquidos.

get_img

 

NONI

É uma fruta cuja aparência é muito peculiar dado que apresenta o mesmo tamanho de uma batata e tem a cor amarela (e cada vez que vai madurando-se fica branca) e conta com um sabor amargo e seu aroma não é muito cheiroso.

Geralmente se elabora o suco de noni, suplemente dietético e que fortalece o sistema imunológico. Uma fruta também estabilizadora do Ph, além de ser um alimento capaz de neutralizar a acidez. Isto se faz possível a estabilidade da função do fígado, rim, bexiga e pâncreas.

20140902_124819

 

NARANJILLA

Também conhecida em alguns lugares como lulo, coconilla ou nuquí é muito comum nos Andes e na América Central, mas de preferencia em lugares frescos e sobremesas, perto de rios.

A fruta tem uma casca amarelada e coberta por finos espinhos. É bastante suculenta mas tem um sabor muito ácido para come-la fresca , sendo melhor opção para sucos, sobremesas e marmeladas. Usada também para o controle do colesterol e diabete.

_DSC5208 copia

_DSC5207 copia

 

 MAMÓN

O mamón não é o nosso mamão, e sim uma fruta redonda e pequena da América Central, que cresce em galhos compostos por várias dezenas. A casca é lisa, verde e protege uma semente que envolve uma polpa amarela muito suculenta. Esta fruta se pode comer fresca tirando a polpa da casca ou através de um suco.

Só que tem quer ter muito cuidado ao comer já que essa fruta é um inimigo das roupas, pois provoca umas manchas escuras que são muito difíceis de eliminar.

_DSC5419 copia

_DSC5418 copia

 

 

PLÁTANO

Meu primeiro contato com o plátano foi no Peru alguns anos atrás e acredito que não fui a primeira a cometer o erro de pensar que se tratava de apenas uma banana muito grande. Ia saindo da loja e tentando abrir o plátano quando o senhor da venda me explicou que se deveria comê-lo frito ou cozido.

Claro, os plátanos e as bananas são familiares e o aspecto familiar, mas o sabor e a forma de preparar muda bastante.

Em toda América Central vimos vários nomes e maneiras de preparo dos plátanos, mas sempre presente tanto no café-da-manhã e nas outras refeições.

Com o plátano verde faz-se os tostones (Nicarágua) e patacones (Panamá). Corta-se o plátano em rodelas e logo se frita. E ao final agrega-se sal. Ou também para preparar pratos típicos, na Nicarágua por exemplo, usa-se o plátano cozido no Vaho ou no Índio Viejo.

Já se o plátano estiver maduro (e doce) pode-se cortá-lo em forma horizontal (transversal), obtendo tiras largas. Com o mesmo procedimento de fritar, já se tem as conhecidas tajadas ou em alguns lugares também conhecidas como maduro.

_DSC4221 copia

 

20140831_091252

 

JAMAICA

É uma fruta utilizada na América Central para preparar sucos e chás. Se poe a ferver água juntamente com algumas frutas, em alguns instantes já se verá uma água escura. Alguns agregam açúcar e canela e tomam frio. Tem a opção também da rosa de Jamaica desidratada, que se prepara do mesmo modo. E o gosto é muito parecido com o chá de hibisco e também rico em vitamina C e antioxidantes.

101212_rosa_de_jamaica1

 

GRANADILLA

Bem parecido com um maracujá doce, na Nicarágua conhecemos a grenadilla grande que se prepara sucos. Deve-se lavar bem, partir ao meio, tirar as sementes e colocar na liquidificadora junto com água. Muitas vezes encontramos o suco de grenadilla misturado com o de laranja. Já em El Salvador vimos outro tipo de grenadilla, menor e bem doce que se come assim como o maracujá: com o caldo e com as sementes.

Além disso possui bastante potássio, é um relaxante natural e estimulante digestivo.

20140929_172159

granadilla

 

Facebook Comments